TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA DERROTAR OU MESMO MINIMIZAR OS EFEITOS DA OSTEOPOROSE E SUAS DORES CRÔNICAS

Nosso corpo é nossa fortaleza. Se não nos atentarmos aos sinais do organismo e fornecer a ele os nutrientes necessários, certamente adoeceremos em determinado momento.

Por isso é fundamental levar uma vida saudável.

E uma das doenças que ganham cada vez mais destaque nos dias atuais é a osteoporose e as dores crônicas que a acompanham.

 

O que é Osteoporose?

Qual o melhor tratamento para osteoporose?

A osteoporose é uma doença caracterizada pela perda de massa óssea.

De modo geral, essa alteração de saúde ocorre durante o processo de envelhecimento e faz com que o organismo absorva menores quantidades de vitaminas e minerais, como cálcio e vitamina D, por exemplo.

Isso aumenta consideravelmente o risco de dores crônicas, fraturas e demais lesões ósseas.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) define a osteoporose como uma doença que causa diminuição da densidade óssea.

Dados levantados em 2017 apontam que cerca de 10 milhões de brasileiros são afetados por essa condição de saúde.

 

Ação em Homens e Mulheres

Problemas nos ossos de mulheres

A perda de massa óssea é um problema que se torna muito comum em mulheres que passam pela menopausa.

Alterações hormonais fazem com que o organismo feminino perca grandes quantidades do seu estoque de cálcio. Isso aumenta a probabilidade de fraturas e pode trazer consequências severas.

A ausência de estrogênio (um hormônio feminino) também facilita o aumento de porosidade nos ossos das mulheres, tornando o esqueleto mais frágil e suscetível às fraturas ósseas, além de incômodas dores crônicas.

Já nos homens, o problema é mais frequente após os 65 anos de idade. A doença geralmente acomete com maior frequência os sedentários e aqueles que não se alimentam de maneira adequada.

É estimado que 1 em cada 5 homens e 1 a cada 3 mulheres vá desenvolver osteoporose em algum momento da vida.

 

Regiões Corporais Mais Afetadas

Como foi dito, a osteoporose é uma doença que afeta diretamente os ossos. Coluna, pulso, bacia e principalmente fêmur são as estruturas ósseas mais atingidas pela doença, e é normal sentir muitas dores nessas áreas.

Profissionais da saúde consideram a patologia como um problema de saúde mundial, devido às suas graves complicações, ficando atrás apenas de doenças cardiovasculares.

Você gostaria de se livrar das dores crônicas causadas por ossos fracos? Então clique aqui para conhecer o suplemento mais indicado para fortalecer os ossos.

 

Causas da Osteoporose

Causas de ossos porosos

A perda da densidade óssea é causada basicamente pela falta de equilíbrio entre células que produzem substância óssea e células que reabsorvem essa substância.

Ou seja, o ciclo de renovação óssea não ocorre de modo correto, culminando no desenvolvimento da doença.

Pode-se afirmar que as principais causas da perda de massa óssea são:

• Deficiência de cálcio

• Falta de vitamina D

• Envelhecimento

• Outras doenças

• Efeitos colaterais de medicamentos

 

Deficiência de Cálcio

O cálcio é o principal mineral formador de estruturas ósseas do organismo. Sua ausência, ou baixos níveis fragilizam os ossos.

Com isso, a osteoporose se instala de maneira mais fácil. No entanto, não adianta apenas consumir cálcio, sem que haja síntese de vitamina D.

 

Falta de Vitamina D

A vitamina D é conhecida por adicionar o cálcio à ossatura. Falando de modo popular, a vitamina D ajuda a colar o cálcio nos ossos.

Baixos níveis dessa vitamina também favorecem a perda de massa óssea, principalmente nas mulheres.

A deficiência de vitamina D também está fortemente associada a dores crônicas no corpo.

Por isso é muito importante manter níveis adequados de consumo dessa vitamina.

 

Falta de Vitamina K2

A vitamina K2 tem a função de transportar o cálcio para os ossos. Ela é fundamental porque de nada adianta você consumir altas quantidades de cálcio se não houver níveis adequados de vitamina K2 no seu organismo.

Se ela, o cálcio não será levado para os ossos e vai acabar se acumulando onde não devia (como nos rins e artérias).

A vitamina K2 também tem uma atuação importante para reduzir inflamações crônicas nas articulações. Por isso, é outra vitamina que merece sua atenção.

 

Envelhecimento

Com o passar dos anos, o organismo perde seu estoque de cálcio de modo gradual.

Além disso, alterações hormonais como a menopausa também podem acelerar esse processo natural.

 

Outras Doenças

Algumas doenças podem influenciar o funcionamento do organismo e levar ao enfraquecimento dos ossos.

Hipotireoidismo, hipertireoidismo, doença celíaca, doenças inflamatórias intestinais, problemas renais, são exemplos de patologias que colaboram para o desenvolvimento da osteoporose.

 

Efeitos Colaterais de Medicamentos

Alguns medicamentos contribuem para a menor absorção de cálcio pelo organismo.

Anticoagulantes, hormônios esteroides e, principalmente, corticoides, enfraquecem os ossos facilitam o surgimento da doença.

Clique aqui e conheça o suplemento que recomendamos para fortalecer os ossos

 

Sintomas da Osteoporose

Sinais de osteoporose

A osteoporose é uma doença silenciosa. A princípio ela pode evoluir de maneira assintomática, ou seja, sem demonstrar sintomas específicos, embora dores crônicas sejam bastante comuns.

Por isso, é preciso passar por acompanhamentos médicos periódicos a fim de acompanhar os níveis de cálcio no organismo.

Quando os sinais do enfraquecimento dos ossos começam a surgir, a doença já se encontra em estágio intermediário.

Seus principais sintomas são:

• Dores crônicas, principalmente na coluna, punho e quadril

• Dificuldades para realizar tarefas rotineiras, como abaixar

• Surgimento de deformidades ósseas

• Diminuição de coordenação motora

• Diminuição da estatura

• Fraturas

 

Tratamentos para Osteoporose e Dores Crônicas

Benefícios cálcio de algas

Existe uma série de tratamentos contra o enfraquecimento dos ossos e dores crônicas que costumam acompanhar esse processo.

A maioria deles envolve a utilização de medicamentos e estratégias individuais para cada paciente de modo particular e específico.

 

Utilização de Suplementos

É muito comum que os tratamentos para osteoporose envolvam a utilização de suplementos à base de vitamina D e cálcio. Os melhores também incluem vitamina K2.

O que poucos sabem é que além do cálcio de origem animal, existem suplementos de cálcio de origem vegetal, sendo diretamente produzido com algas marinhas, como o Osteocaps Total® (altamente recomendado).

Um estudo realizado em animais comparou a utilização de suplementos à base de cálcio de origem animal, e de origem vegetal, retirados diretamente de algas marinhas.

Os resultados foram que o cálcio de origem vegetal apresentou benefícios muitos superiores ao cálcio de origem animal e garantiu o crescimento ósseo saudável dos animais que foram submetidos ao experimento.

Além de suplementos à base de cálcio, outro tipo de suplementos bastante utilizados para o tratamento da perda de massa óssea é a vitamina D.

Embora essa substância possa ser sintetizada pelo nosso organismo através de exposição solar e até mesmo com o consumo de alguns alimentos específicos, em vários casos é importante fazer uma suplementação adequada dessa vitamina.

Fortalecer os ossos com suplementação também costuma funcionar muito bem para aliviar as dores crônicas.

Clique aqui para visitar o site oficial do Osteocaps Total®

 

Reposição Hormonal

Outra forma de tratamento se dá através da reposição hormonal, pois com o passar do tempo, os níveis de hormônios tendem a se desregular.

As mulheres são as que mais sofrem com esse tipo de problema.

Um dos tratamentos hormonais mais realizados como forma de tratar a osteoporose é a reposição de estrogênio.

Baixos níveis desse hormônio no corpo desregulam a absorção de cálcio pelo organismo e facilitam a instalação de problemas de saúde, como o enfraquecimento dos ossos.

 

4 Formas Naturais de se Prevenir a Osteoporose e Dores Crônicas

Formar naturais de prevenir osso fraco

 

1 – Coma Comida de Verdade

A melhor forma de prevenir a osteoporose e continuar com ossos fortes pelo resto da vida é consumir boa quantidade de cálcio (de origem vegetal, de preferência), junto com magnésio e outros minerais-traço.

Fuja de alimentos processados e excesso de açúcar. Consuma vegetais, frutas e legumes regularmente.

A perda de massa óssea não é causada somente pela falta de cálcio, mas também pela falta de outros nutrientes em nossa alimentação.

Aqui no Emagrecendo.info , nós acreditamos que a dieta paleo é a melhor dieta para quem quer ter ossos fortes para o resto da vida.

Dê uma olhada no artigo e confira os princípios deste estilo de vida saudável (a paleo não é só uma dieta, mas uma forma saudável de se viver).

Você vai ver que ela inclui tudo o que é preciso para você ter uma saúde de ferro, ossos fortes e um corpo em forma.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE: Osteocaps Total

 

2 – Reduza o Estresse

Quando se está estressado, o corpo libera um hormônio chamado cortisol.

Pessoas que sofrem de estresse crônico, ou seja, que vivem estressadas, têm altos os níveis de cortisol no corpo.

O resultado disso é um alto nível de inflamação corporal.

E essa inflamação prejudica muito a saúde óssea, além de poder causar dores crônicas.

O alto nível de cortisol no sangue reduz a capacidade do corpo absorver o cálcio, e isso compromete diretamente os ossos.

Por isso é fundamental manter o estresse sob controle! Relaxe, medite, divirta-se um pouco. Seus ossos agradecem.

 

3 – Pratique Exercícios Físicos Regularmente

A densidade dos ossos também está muito ligada ao nível de atividades físicas. Exercícios regulares ajudam a acumular mais minerais nos ossos, especialmente nas pernas, quadril e coluna.

E o contrário também é verdadeiro: falta de exercícios físicos, por sua vez, acelera a perda de massa óssea.

Toda atividade que envolva o uso de força física ajuda. Ao fortalecer os músculos, seus ossos também se fortalecem (graças ao estresse do exercício), e dia após dia eles irão acumular mais minerais e aumentar sua densidade.

Exemplos de exercícios que você pode fazer: musculação, corrida, natação, treinamento funcional, ciclismo, caminhada intensa, crossfit, pilates, etc.

Vale também experimentar um bom programa de treino em casa, baseado em HIIT, se você preferir se exercitar no conforto do lar.

O importante é fortalecer os músculos, já que eles também fortalecerão seus ossos no processo.

 

4 – Suplemente com Nutrientes para os Ossos

Seguir uma dieta com comida de verdade é fundamental, mas sabemos que isso nem sempre é possível.

Aliás, para muitas pessoas, alimentar-se direito é uma grande dificuldade, visto a grande quantidade de gente que sofre com deficiências minerais e osteopenia.

Portanto nós recomendamos fortemente que você tente reduzir o consumo de comida processada e industrializada ao máximo, bem como reduzir o consumo de açúcares de modo geral.

Mas ainda assim, para garantir que seu corpo não sofra com deficiência de cálcio e outros minerais, nós recomendamos que você consuma um suplemento de algas calcáreas, como o Osteocaps Total®.

 

NOSSA RECOMENDAÇÃO:

 

O Tratamento Mais Indicado Contra a Osteoporose e Dores Crônicas

Se você você deseja proteger seus ossos, eliminar dores crônicas no corpo e reduzir muito o risco de osteoporose, recomendamos que você faça o teste com o Osteocaps Total.

Ele é um suplemento fortalecedor de ossos completo, com tudo o que você precisa para aumentar sua densidade óssea e reduzir ou eliminar dores crônicas.

O Osteocaps é produzido com cálcio de algas marinhas (o melhor tipo de cálcio conhecido pela ciência), magnésio, os demais minerais necessários para a formação dos ossos, bem como as vitaminas D3 e K2.

E vale o alerta: os suplementos de cálcio vendidos em farmácia conseguem, no máximo, reduzir o ritmo da perda óssea, mas são incapazes de pará-la ou revertê-la.

Já o Osteocaps Total é clinicamente comprovado e capaz de aumentar sua densidade óssea.

Clique aqui para visitar o site oficial do Osteocaps Total®

Clique aqui para ler nossa avaliação do Osteocaps Total®

 

AUTOR: MURILO CAMANO – Nutricionista e biomédico pós-graduado em nutrição esportiva. CRBM 17665 | CRN3 51723 – Saiba mais sobre o autor
ATENÇÃO: AS INFORMAÇÕES E RECOMENDAÇÕES PRESENTES NESTE SITE POSSUEM CARÁTER MERAMENTE INFORMATIVO E NÃO PODEM SUBSTITUIR O ACONSELHAMENTO E ACOMPANHAMENTO DE MÉDICOS, NUTRICIONISTAS, EDUCADORES FÍSICOS E OUTROS PROFISSIONAIS DE SAÚDE.

 

Referências Científicas

Atualizado em