FRATURAS SÃO COMUNS E PODEM SER REVERTIDAS DE DIFERENTES FORMAS. DESCUBRA COMO ACELERAR O TRATAMENTO DE OSSOS QUEBRADOS

Nossos ossos são estruturas de grande importância para manutenção de saúde, bem-estar e principalmente qualidade de vida.

Quando submetidos à algum tipo de pressão, movimentos inadequados e principalmente impactos eles podem se fraturar. Quem sofre uma fratura, popularmente, diz que quebrou o osso.

Hoje sabe-se que fraturas podem ser revertidas em períodos diferentes de tempo. Tudo depende da região lesionada, saúde e até mesmo alimentação ou suplementação da pessoa que sofreu o trauma.

E é justamente isso que você vai aprender neste artigo: como acelerar a recuperação de ossos fraturados.

 

Afinal, o que é o Osso?

O que é o osso?

Para falarmos de fraturas, precisamos falar especificamente sobre ossos.

O osso é um tecido específico, rígido, que possui como característica a presença de cálcio, e fibras de colágeno.

Eles são estruturas geralmente esbranquiçadas e duras que se unem através de articulações para dar forma ao esqueleto.

Os ossos formam o sistema esquelético de humanos e animais vertebrados e possuem as seguintes funções:

• Sustentação;

• Proteção de órgãos;

• Mobilidade;

• Armazenamento e liberação de minerais para o organismo;

• Produção de células sanguíneas;

• Reserva de energia.

Ao todo, o esqueleto humano possui 206 ossos.

Você gostaria de fortalecer seus ossos e acelerar o tratamento de fraturas?

➤ Clique aqui e conheça o suplemento mais indicado para aumentar a densidade óssea

 

A Estrutura dos Ossos

A estrutura dos ossos

Os ossos possuem a seguinte estrutura:

• Matriz óssea

• Células ósseas

• Revestimento

Falaremos agora, sobre cada uma dessas estruturas e suas funções:

 

Matriz Óssea

Trata-se do material calcificado entre as células ósseas. Ela é constituída basicamente pela associação de fibras de colágenos, cálcio e sais inorgânicos. Ela promove força e sustentação ao osso.

 

Células Ósseas

Os ossos possuem basicamente quatro tipos de células: osteoblastos, osteócitos, osteoclatos e células progenitoras.

Osteoblastos são células jovens que funcionam de maneira ativa. São responsáveis por sintetizar colágeno e formar canalículos – pequenas estruturas por onde passam nutrientes que mantêm os ossos saudáveis.

Osteócitos são células maduras e pouco ativas que dão suporte e garante o funcionamento da matriz óssea.

Osteoclastos são células grandes e diversificadas. Possuem partes dilatadas e fazem parte do processo de reabsorção de nutrientes e modelação dos ossos.

Já as células progenitoras participam do processo de renovação dos ossos, assegurando um estoque dos três tipos anteriores de célula, para garantir crescimento, reparo e saúde óssea.

 

Revestimento

Todos os ossos possuem revestimento. Trata-se de uma membrana constituída de células osteogênicas ou células progenitoras, essenciais para manutenção do funcionamento ósseo.

Clique Aqui para fortalecer seus ossos e acelerar a recuperação de fraturas

 

Fratura e seus Estágios de Cura

Tratamento de Fratura: Os estágios de recuperação dos ossos

Uma fratura óssea ocorre quando a força exercida sobre determinado osso é mais forte do que o próprio, quebrando-o.

Logo no momento da fratura, a própria estrutura óssea já inicia o processo de regeneração do osso quebrado.

Existem cinco estágios de cura da fratura. São eles:

  1. Formação do hematoma;
  2. Período de inflamação;
  3. Formação de calos;
  4. Consolidação;
  5. Remodelação óssea.

 

Estágio 1 – Formação do Hematoma

Não é apenas os ossos que sofrem durante o processo de fratura. Vasos sanguíneos e músculos também são lesionados e isso normalmente provoca um extravasamento sanguíneo, que forma um hematoma.

Por isso, é muito comum que o local da fratura se torne arroxeado. Esse sangue extravasado, por sua vez, forma coágulos, que dão início à cura óssea.

 

Estágio 2 – Período de Inflamação

Após o período de reabsorção do hematoma, os coágulos são substituídos por moléculas inflamatórias.

Essas moléculas limpam o tecido ósseo necrosado e preparam o local fraturado para a formação de um novo tecido – constituído por ossos e cartilagem.

Além dos ossos, tecidos cartilaginosos, vasos sanguíneos e a musculatura que também sofreram inflamações começam a se recuperar.

 

Estágio 3 – Formação de Calos

Se a fratura for pequena, não há necessidade de alinhamento ósseo.

No entanto, em caso de grandes fraturas, cirurgias de alinhamento são necessárias para a formação de calos.

Os calos são constituídos basicamente de osteoblastos e osteoclastos, células que promovem a remodelação óssea.

Vasos sanguíneos e canalículos ósseos dão suporte à formação e manutenção de calos ósseos.

 

Estágio 4 – Consolidação

O local onde ocorreu a fratura sofre, então, um processo de reconstituição.

Esse novo tecido é, a princípio, um tecido ósseo mais maleável. Por isso, durante a sua consolidação, ele recebe nutrientes e aderência de novas células ósseas, tornando-o assim, uma estrutura mais forte.

 

Estágio 5 – Remodelação óssea

O último estágio da fratura é a remodelação óssea, onde o novo tecido preenche totalmente a região fraturada e se alinha na direção funcional do osso.

O período de tempo até que a remodelação óssea ocorra varia de acordo com o local e extensão da fratura, bem como a idade e saúde da pessoa lesionada.

Acelere o tempo de recuperação da sua fratura com o suplemento mais indicado para ossos quebrados (clique aqui)

 

Período de Recuperação Pós-Fratura

Como se recuperar de fraturas: quanto tempo?

O período de recuperação total de um osso é algo muito relativo. Falando em termos fisiológicos, todo o processo de recuperação após uma fratura óssea é concluído em um intervalo de tempo de que varia entre 5 e 8 semanas.

Porém, cada caso é um caso.

Um fator determinante para a recuperação de uma fratura é a idade. Adultos e idosos, geralmente precisam de mais tempo para se recuperarem de uma fratura do que crianças e adolescentes.

Além do mais, variações fisiológicas individuais e doenças pré-existentes, como osteoporose e osteopenia, por exemplo, podem afetar o processo de remodelação óssea, retardando o processo de recuperação.

Outro fator que influencia diretamente na recuperação de uma fratura, é a presença ou ausência de nutrientes fundamentais para a saúde dos ossos.

Macro e micronutrientes atuam de maneira orquestrada para promover recuperação do tecido lesionado.

Por isso suplementos de cálcio e proteína são extremamente importantes para o tratamento de fratura.

Embora o processo de recuperação da fratura ocorra de maneira natural, através da fisiologia do organismo humano, é possível acelerar esse procedimento, tomando algumas medidas relativamente simples, como discutiremos a seguir.

 

 

Dicas para Acelerar o Tratamento de Fraturas

Dicas para acelerar o tratamento de fraturas ósseas

Embora o organismo possua maneiras naturais de se recuperar de todo e qualquer tipo de fratura, é possível acelerar esse processo. As dicas a seguir, mostram como isso é possível.

 

1 – Suplemente com Cálcio de Algas Calcárias

Embora pareça simples, um processo de recuperação de fratura é relativamente longo e exige o recrutamento de uma série de compostos minerais, dentre eles o cálcio.

E consumir doses diárias de cálcio superiores a 1g somente por meio da alimentação é uma tarefa um tanto quanto difícil. Por isso, a utilização de suplementos à base de cálcio é fundamental.

Muitas pessoas acreditam que o cálcio só se faz presente em alimentos e suplementos de origem animal, o que não é verdade.

E o cálcio que vem de rochas e conchas moídas, como a dolomita, podem apresentar sérios perigos para a saúde. Veja esta reportagem do Globo para saber um pouco mais.

Por isso a utilização de suplementos de cálcio de origem vegetal cresce muito no mundo todo, já que possuem os benefícios para a recuperação de fraturas sem apresentar os efeitos colaterais perigosos do cálcio comum.

O melhor tipo de cálcio vegetal conhecido pela ciência é o que vem de algas calcárias, como o que se encontra no suplemento Lithoplex Balance.

Ele é, de longe, o melhor tipo de cálcio que você pode consumir porque:

É fonte de cálcio vegetal, o melhor tipo de cálcio que existe

Gera massa óssea de forma cientificamente comprovada

Fornece todos os 13 minerais essenciais para a produção de massa óssea

• É rapidamente absorvido e utilizado pelo corpo

• É 97% absorvido e aproveitado, ao contrário do cálcio comum (que não passa de 53%)

• Não exige pH ácido no estômago para ser absorvido

• Não causa efeitos colaterais, como gases, prisão de ventre, pedras nos rins e outros

 

Clique aqui para visitar o site oficial do Lithoplex Balance

 

2 – Aumente o Consumo de Proteína

O osso é constituído basicamente por minerais e colágeno, e o colágeno nada mais é do que uma proteína com valor biológico levemente diminuído.

Logo, o consumo de alimentos ricos em proteínas é ótimo para a reposição no organismo, já que a proteína será automaticamente recrutada para o local da lesão.

De maneira comum, pessoas saudáveis precisam ingerir cerca de 0,8g a 1,2g de proteína por quilo de peso corporal.

Contudo, em pessoas que sofreram fraturas, essa necessidade proteica aumenta, variando entre 1,5 a 2 g por quilo de peso.

Principais fontes alimentares ricas em proteína são:

  • Peixes;
  • Carnes vermelhas;
  • Carnes brancas;
  • Ovos;
  • Leite e derivados, como iogurtes, queijos, quefir;
  • Quinoa;
  • Spirulina;
  • Aveia;
  • Feijão;
  • Tofu;
  • Grão de bico;
  • Amaranto;
  • Whey Protein.

A boa notícia é que proteínas de qualidade podem ser encontradas tanto em alimentos de origem animal, quanto em alimentos de origem vegetal.

Portanto onívoros, vegetarianos e mesmo veganos podem acelerar o processo de regeneração de fraturas, através de uma alimentação com alto teor proteico.

 

3 – Aumente a Ingestão Calórica

O processo de reparação óssea necessita de altas doses de energia para ocorrer. Existem estudos que demonstram que em caso de fraturas múltiplas ou extensas, a necessidade energética de um indivíduo pode aumentar em até 3 vezes.

O processo de recuperação de fraturas é extremamente complicado, pois o organismo precisa trabalhar de maneira diferenciada.

Veja, a necessidade calórica média de um ser humano varia entre 2 mil e 2.500 calorias.

Dessa forma, em casos de fraturas, uma pessoa pode precisar ingerir até 6 mil calorias por dia. Entretanto, isso não é desculpa para se alimentar de modo pouco saudável.

O organismo que sofreu algum tipo de fratura necessita de proteínas, vitaminas e minerais de qualidade para recuperar um ou mais ossos fraturados.

Recomendamos que você confira a dieta da proteína, que pode ser bem útil para reforçar seu consumo de proteínas no caso de fraturas.

 

Outras Dicas

Mais dicas para acelerar o tratamento de fratura

 

ANTIOXIDANTES

Antioxidantes são conhecidos por sua capacidade regenerativa, além de evitar a ação de radicais livres, que são danosos à saúde.

Dentre os antioxidantes mais famosos, temos as vitaminas C, E e D (além de substâncias conhecidas como fitoquímicos, como resveratrol, taninos e curcumina, por exemplo).

Vitaminas C podem ser encontrada em frutas cítricas, como laranja, limão, maracujá, abacaxi e principalmente acerola.

A vitamina E, importante antioxidante, é facilmente encontrada em alimentos como sementes oleaginosas, azeite e cereais integrais.

A vitamina D é um composto muito interessante e importante para saúde dos ossos. Ela se faz presente em pequenas quantidades em alguns alimentos como: frutos do mar, manteiga, e derivados do leite.

A vitamina D é sintetizada pelo organismo através da exposição solar, mas é comum que muita gente não se exponha ao sol de maneira adequada.

Por isso, a melhor forma de consumir vitamina D se dá através da utilização de suplementos. Essa vitamina é importante para a saúde e recuperação dos ossos em casos de fraturas, pois é responsável pela fixação de cálcio em todo o esqueleto.

Já fitoquímicos como resveratrol, taninos e curcumina são encontrados em alimentos funcionais, como chocolates com alto teor de cacau, suco de uva integral e açafrão da terra, por exemplo.

 

 

SUPLEMENTOS DE ÔMEGA 3

Outra maneira positiva de acelerar a recuperação de fraturas se dá através do uso de suplementos à base de ômega 3.

Suplementos ricos nesse tipo de gordura (que contenham DHA e EPA) atuam diretamente como anti-inflamatórios sistêmicos, diminuindo inflamações causadas pela fratura. Mas isso não é tudo.

A vitamina D, importante para manutenção e recuperação de ossos, é uma vitamina lipossolúvel. Ou seja, é melhor absorvida na presença de gorduras.

Por isso, ingerir suplementos com ômega 3, vitamina D e cálcio de origem vegetal, é primordial para acelerar a recuperação de fraturas.

Clique aqui para comprar o melhor suplemento de cálcio vegetal do mercado

 

DIMINUA O CONSUMO DE MEDICAMENTOS

Quem sofre uma fratura, naturalmente sente dor. Entretanto, medicamentos utilizados para amenizar as dores retardam o período de recuperação das fraturas.

Analgésicos reduzem a atividade dos oteoclastos, células ósseas responsáveis pela reabsorção de nutrientes ósseos. Isso faz com que o osso fraturado tenha um processo de recuperação mais lento.

Além disso, medicamentos anti-inflamatórios, quando utilizados por longos períodos, tornam-se oxidantes e promovem maior grau de inflamação.

Por conta disso, já são comuns condutas médicas que utilizam anti-inflamatórios em períodos curtos após a ocorrência da fratura e analgésicos de origem natural.

 

FISIOTERAPIA

O processo de cicatrização óssea requer um fluxo sanguíneo adequado na região da fratura para que substâncias como proteínas, vitaminas e minerais acelerem o processo de recuperação.

De modo geral, a circulação sanguínea é potencializada através de exercícios de amplitude de movimento, cargas articulares, deslizamento de tendões e fortalecimento muscular através de sessões regulares de fisioterapia.

 

O que ATRASA o Tratamento de Fraturas

O que atrasa o tratamento de ossos fraturados

Assim como é possível acelerar o processo tratamento de fraturas, existem fatores que prejudicam a restauração dos ossos. Dentre as principais ações que podem diminuir a eficácia do processo de recuperação óssea estão:

  • Tabagismo;
  • Consumo de álcool;
  • Alimentação inadequada;
  • Uso de medicamentos;
  • Patologias pré-existentes.

 

TABAGISMO

O consumo de cigarro é nocivo a todo organismo e prejudica a absorção de cálcio pelos ossos. Fumantes que sofreram algum tipo de fratura tendem a demorar mais para se recuperar.

 

CONSUMO DE ÁLCOOL

O consumo de álcool, mesmo em pequenas doses, causa estresse oxidativo no organismo, facilitando a ocorrência de inflamações localizadas. Um organismo inflamado não responde de maneira satisfatórias ao consumo de nutrientes, tornando a recuperação da fratura mais lenta.

 

ALIMENTAÇÃO INADEQUADA

Consumir baixas quantidades de proteínas, vitaminas e minerais, assim como baixa densidade calórica é outro fator que torna o processo de recuperação de fraturas mais moroso.

 

MEDICAÇÃO EXCESSIVA

Como foi mostrado anteriormente, o uso de fármacos analgésicos e anti-inflamatórios atrapalham a renovação óssea.

 

PATOLOGIAS PRÉ-EXISTENTES

O processo de regeneração de uma fratura requer boa circulação sanguínea, saúde óssea e ótima cicatrização tecidual. Por conta disso, patologias como osteoporose, osteopenia, diabetes e hipertensão arterial dificultam o processo de recuperação.

Clique Aqui para fortalecer seus ossos e acelerar a recuperação de fraturas

 

Ossos São Estruturas Vivas e Funcionais

Ossos são tecidos vivos e funcionais, assim como músculos, tendões, unhas e cabelos, por exemplo. Como foi mostrado, eles podem sofrer lesões e voltarem a se restabelecer.

Embora uma fratura seja algo grave, o prognóstico para esse tipo de lesão é muito positivo. Pessoas que seguem orientações médicas e nutricionais se recuperam rapidamente e levam uma vida saudável.

 

NOSSA RECOMENDAÇÃO

 

O Suplemento Mais Indicado Para Recuperar os Ossos

Lithoplex Balance: tratamento natural e sem contra-indicação para osteopenia

Se você você deseja acelerar a recuperação dos seus ossos, recomendamos que você faça o teste com o Lithoplex Balance.

Diversas pesquisas científicas confirmam que o uso contínuo do Lithoplex produz resultados excelentes.

Isso porque o este suplemento tem como base a alga marinha Lithothamnium calcareum, a melhor fonte de cálcio conhecida.

O Lithoplex, inclusive, é capaz de gerar ganho de massa óssea, algo que nenhum outro suplemento é capaz de fazer.

Clique aqui para visitar o site oficial do Lithoplex Balance

Clique aqui para ler nossa resenha sobre o Lithoplex Balance

 

AUTOR: MURILO CAMANO – Nutricionista e biomédico pós-graduado em nutrição esportiva. CRBM 17665 | CRN3 51723 – Saiba mais sobre o autor

 

Artigos de referência:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4464690/

http://www.scielo.br/pdf/rbort/v51n1/pt_0102-3616-rbort-51-01-00003.pdf

http://rihuc.huc.min-saude.pt/bitstream/10400.4/1346/1/TECIDO%20ÓSSEO%20.pdf

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3105171/

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/3304765

http://www.scielo.br/pdf/cagro/v35n4/25.pdf

Gostou do artigo? Tem dúvidas? Deixe seu comentário! ;)

/* */