amiga-magra“Minha amiga é um palito e eu sou gordinha. Como lidar bem com isso?” Primeiramente fique tranquila, essa situação é mais comum do que você imagina (inclusive entre as magras). E ela acontece exatamente por sermos diferentes umas das outras, tanto no temperamento como nas características físicas.

Essa moeda tem dois lados. Um deles é como as pessoas a veem. Pode ter certeza de que suas amigas não vão considerá-la alguém de pouco valor apenas por estar acima do peso. O verdadeiro problema não está em como os outros a enxergam, mas como você se enxerga.

O outro lado é você se considerar diminuída por estar acima do peso em relação à sua amiga. Esse conceito vem de você, dos seus sentimentos interiores e pessoais. De como você se vê!

Então, partindo desse “pré” conceito, digo que sua convivência com amigas mais magras pode e deve ser o mais saudável possível. Você deve encarar essa diferença de forma natural. Mas por que estou lhe dizendo isso?

Amizade verdadeira

Porque uma amizade verdadeira e que realmente vale a pena precisa ter cumplicidade, aceitação,  troca de experiências e informação, desabafos e, sobretudo, respeito em relação a quaisquer diferenças que possam existir entre vocês.

O fato de vocês duas terem aparências distintas e vestir roupas de tamanho diferentes não significa absolutamente nada, e nem pode se tornar um empecilho para a amizade de vocês.

A aceitação do nosso corpo e da nossa aparência deve partir de nós mesmas! Sempre!

Cada mulher tem sua beleza

Toda mulher tem sim sua beleza e essa beleza está totalmente desvinculada com o corpo! Segundo a dra. Letícia Alves, psicóloga formada pela Universidade Metodista de São Paulo “saber reconhecer e descrever suas qualidades é de fundamental importância para o estabelecimento de uma boa autoestima e autoconfiança”, explica.

Isso significa que você não deve encarar a diferença física como algo prejudicial. Muito pelo contrário!

Se a postura de sua amiga sempre foi de respeito e amizade, esse sentimento não tem razão de ser. E se algumas vezes você se sente constrangida ao lado de sua amiga, drible esse sentimento confiando mais em sua personalidade, que é única e exclusiva!

amiga-magra2

É preciso saber viver e conviver

Sempre vamos conviver com pessoas de aparência diferente da nossa. O que não podemos é nos afastar dessas pessoas por acharmos que não vamos encontrar alguma afinidade pelo simples fato de sermos fisicamente incompatíveis.

Acredite, promover um afastamento enraizado nesta distinção vai prejudicar suas amizades atuais e futuras. E tem mais: não existe padrão de beleza! Segundo a dra. Letícia, a insistência por parte das mulheres em busca de um corpo perfeito é fruto da cultura contemporânea. “Através do que é veiculado nos meios de comunicação, atribuímos a ‘tal felicidade’ à imagem corporal da pessoa”, explica Letícia.

Ela ressalta que, por exemplo, pode-se vincular a imagem de um corpo perfeito “à ideia de que essa pessoa tenha sucesso profissional, uma boa saúde, um amor verdadeiro, seja admirável, equilibrada, dentre outras características que transmitam conquistas importantes para ser feliz”, complementa.

Nós mesmas acabamos nos impondo padrões estéticos e acabamos vivendo em uma prisão desnecessária. O que importa é nos sentirmos únicas, poderosas e, acima de tudo, estarmos bem com nossa saúde mental e corporal! Confie no seu taco!

AUTORA: DANIELA SCHIAVON – Blogueira especializada em saúde e boa forma, avaliadora de produtos e suplementos. – Saiba mais sobre a autora

Atualizado em