DESCUBRA COMO GARANTIR UMA VIDA LONGA E COM ALTA QUALIDADE, UTILIZANDO TÉCNICAS SIMPLES E APLICÁVEIS NO SEU DIA A DIA.

Conforme melhorias surgem em diferentes âmbitos do dia a dia, o ser humano tende a melhorar também.

De acordo com dados divulgados pelo IBGE em dezembro de 2017, a atual expectativa de vida dos brasileiros é de 78,5 anos. 1

No entanto, não adianta apenas viver mais tempo, é preciso que se viva melhor. Afinal alcançar longevidade sem saúde não é interessante para ninguém.

O artigo de hoje fala sobre como aproveitar essa longevidade da melhor forma possível. Confira.

 

Os Pilares da Longevidade

Longevidade: Os Segredos para Viver Mais

Embora pareça tarefa fácil, manter-se saudável nos dias atuais não é algo muito simples. Estresse, pressões diárias, sedentarismo e má alimentação podem minar uma vida longa com saúde.

Assim, o Emagrecendo.info recomenda os seguintes pilares para a longevidade com qualidade:

• Alimentação;

• Suplementação;

• Atividade física;

• Cuidado com a mente.

Vamos ver melhor cada um desses pilares com detalhes.

 

1 – Alimente-se para Viver Muito

Existe uma Dieta da Longevidade?

O princípio básico para se viver mais e com qualidade é alimentar-se corretamente. Mas o que significa comer direito dentro de um plano de longevidade?

Significa comer comida de verdade, em quantidade moderada.

A verdade é que não existe uma única dieta “certa” ou ideal focada em longevidade. No entanto, alguns tipos de específicos de alimentação são extremamente valiosos para quem quer viver de maneira saudável por muito tempo.

Dietas low-carb em geral, e especialmente a dieta paleo, são muito úteis para aumentar sua longevidade, já que costumam cortar o excesso de comida processada e industrializada e se focam em comida de “verdade”.

Outra estratégia muito eficiente para se viver por muitos anos com saúde é o jejum intermitente. Por ajudar a controlar o consumo de calorias e a regular vários processos do corpo de forma benéfica, o jejum é uma ferramenta que vale a pena experimentar.

Esse estilo alimentar (jejum não é dieta!) é fonte de estudos de inúmeros pesquisadores, comprovando que a prática traz benefícios à saúde capazes de fazer com que uma pessoa alcance uma longevidade plena. 2

 

COMO O JEJUM MELHORA A SAÚDE?

O jejum intermitente é um estilo alimentar no qual pessoas alternam períodos em jejum com períodos alimentares.

Diferentemente de uma dieta em si, o jejum alimentar não proíbe ou indica quais alimentos devem ser ingeridos, e sim quando se deve realizar refeições.

Existem diferentes tipos de protocolos de jejum intermitente. Os mais comuns são compostos por períodos que variam entre 8, 12, 16 e 24 horas sem comer, em dias alternados na semana.

O jejum intermitente segue a mesma filosofia da dieta paleo. Nossos antepassados não consumiam nada que tenha sido produzido com a ajuda da agricultura, e além disso ficavam longos períodos sem se alimentar, puramente por escassez de alimentos.

Dessa forma, evolutivamente falando, o organismo humano foi adaptado para funcionar regularmente alternando períodos de escassez energética com períodos de abundância.

 

 

O CORPO SE ADAPTA E É BENEFICIADO DURANTE O JEJUM

Ao enfrentar um período de jejum intermitente, o organismo logo se adapta a ele e uma série de situações orgânicas passam a ocorrer.

As alterações mais positivas ocorrem no metabolismo de hormônios e gorduras.

Um dos principais hormônios responsáveis pela manutenção de músculos, o GH, também conhecido como hormônio do crescimento, sofre um aumento de pico de produção, chegando a quintuplicar sua quantidades no organismo. 3

Quanto maior a presença desse hormônio na corrente sanguínea, maior a densidade muscular e a aceleração do metabolismo.

Sem a presença do bolo alimentar, outro hormônio que passa a funcionar de maneira adequada é a insulina. Seus níveis tendem a diminuir, fazendo com que o organismo mobilize gordura corporal para ser utilizada como fonte de energia.

Com isso ocorre a diminuição de problemas de saúde cardiovasculares e até mesmo a reversão ou o maior controle do diabetes tipo 2. 4

O jejum intermitente ainda é capaz de promover autofagia celular, um importante mecanismo de reparação das células. 5

Com a falta de energia de modo controlado, o organismo promove uma “autolimpeza”, fazendo com que proteínas antigas e obsoletas sejam consumidas.

Muitas dessas proteínas consumidas pelo organismo em jejum, são responsáveis pelo surgimento de diferentes tipos de câncer.

Resumidamente, o jejum intermitente praticado de forma orientada é capaz de:

Emagrecer;

Controlar os níveis de insulina;

Prevenir o câncer;

Controlar o diabetes;

Evitar problemas de saúde cardiovasculares;

Prevenir envelhecimento precoce.

Entendeu por que é importante experimentar o jejum intermitente? Ele realmente pode fazer a diferença.

 

2 – Suplementação

Como acabou de ser mostrado, alimentar-se dentro de um contexto adequado é importante, no entanto, fazer uso de suplementos também é fundamental para longevidade.

Com o passar dos anos, o organismo deixa de armazenar alguns minerais, como o cálcio, por exemplo, além de precisar de ajuda externa para sintetizar alguns compostos, como é o caso da vitamina D.

E isso não é tudo. Patologias e preferências alimentares também interferem no consumo e absorção de uma série nutrientes. Sendo assim, fazer uso de suplementos é indispensável para quem quer ser longevo e saudável.

Dentre os principais suplementos para alcançar essa qualidade de vida estão:

• Cálcio;

• Vitamina D;

• Ômega 3;

• Simbióticos.

 

CÁLCIO

O organismo humano é capaz de produzir uma reserva de cálcio até os 40 anos de idade.

Após esse período a absorção do cálcio diminui naturalmente, e o que foi estocado passa a ser utilizado para manter os ossos e articulações funcionando adequadamente, além de fazer com que as contrações musculares permaneçam ocorrendo de forma adequada.

Portanto utilizar suplementos de cálcio é algo muito importante. Principalmente para mulheres que estão ou já passaram da fase da menopausa.

ATENÇÃO: é fundamental que o seu suplemento de cálcio tenha origem vegetal. Cada vez mais as pesquisas demonstram que o cálcio que vem conchas moídas e rochas (como a dolomita) pode ser prejudicial à saúde.

Veja este relatório sobre os perigos dos suplementos de cálcio comuns.

 

Qual suplemento de cálcio seria seguro então?

Nós recomendamos o Lithoplex Balance (clique aqui). Este suplemento tem fonte de cálcio vegetal (sem contra-indicações) e é muito bem absorvido pelo corpo.

Além disso, ele traz magnésio sua composição, outro nutriente importantíssimo, e mais de 70 minerais.

Por este motivo o Lithoplex é recomendado para eliminar as deficiências minerais do organismo e fornecer todos os nutrientes que o corpo precisa para manter os ossos fortes e saudáveis.

 

 

VITAMINA D

Além de atuar como antioxidante e prevenir a ação dos radicais livres, suplementos de vitamina D potencializam o funcionamento do sistema imunológico e ainda fazem com que o cálcio ingerido seja fixado aos ossos, evitando patologias como osteoporose, osteopenia, artrite e muitas outras. 6

 

ÔMEGA 3

Outro suplemento muito utilizado e reconhecido por sua eficácia é o ômega 3. Além de sua ação anti-inflamatória, esse tipo de ácido graxo é fundamental para a manutenção do bem-estar neurológico de seus usuários.

A utilização de suplementos à base de ômega 3 previne o surgimento de doenças neurológicas, ou então controla sua progressão. Sendo assim, é considerado uma substância essencial para se envelhecer com saúde. 7

 

SIMBIÓTICOS (probióticos + prebióticos)

Outro órgão muito afetado pelo efeito dos anos é o intestino. Com o passar do tempo, bactérias intestinais tendem a morrer.

E a falência dessas bactérias contribui diretamente para a má absorção de nutrientes, podendo causar uma série de patologias ou distúrbios de saúde.

Simbióticos nada mais são do que uma mistura de alimentos para bactérias intestinais e cepas de bactérias, ou seja, prebióticos e probióticos. 8

Sendo assim, seu consumo é importante para a manutenção e o equilíbrio da flora intestinal, garantindo mais saúde e qualidade de vida para pessoas com idades superiores aos 70 anos.

 

3 – Atividades Físicas e a Importância dos Movimentos

Longevidade e a importância dos exercícios físicos

Pessoas que não praticam atividades físicas são consideradas sedentárias. E o sedentarismo é responsável por um grande número de mortes todos os anos no mundo inteiro. 9

Além disso, esse hábito pouco saudável contribui para a ocorrência de uma série de problemas de saúde, que podem minar a qualidade de vida e a liberdade do indivíduo.

Quem não pratica atividades físicas possui maiores chances de desenvolver:

  • Sobrepeso;
  • Obesidade;
  • Diabetes tipo 2;
  • Pressão alta;
  • AVC;
  • Arteriosclerose;
  • Câncer;
  • Osteoporose;
  • Insuficiência respiratória.

Cerca de 30 minutos de atividades físicas diárias já são suficientes para diminuir drasticamente a ocorrência de todos esses problemas de saúde.

 

ATIVIDADE TEM DE SER PRAZEROSA

Um grande empecilho para a prática de uma atividade física diz respeito ao prazer envolvido no ato do exercício.

A pessoa precisa escolher um exercício que lhe cause algum prazer. De nada adianta um indivíduo ir à academia se não gosta de musculação, ou então fazer natação se não gosta de nadar.

Estes tipos de prática nunca se sustentam por muito tempo. E a palavra-chave aqui é regularidade.

A dica para se exercitar e não parar mais é: escolha uma atividade que lhe proporcione algum tipo de prazer (mesmo que pequeno) e que se encaixe em sua rotina.

Lembre-se: é preciso praticar sempre, uma vez por semana não é o bastante.

 

 

SE POSSÍVEL, COMBINE DOIS TIPOS DE ATIVIDADES

Existem, basicamente, dois tipos de atividades físicas: as aeróbicas e anaeróbicas.

As aeróbicas são aquelas onde o organismo necessita de grande volume de oxigênio para praticar. Elas também são conhecidas como promotoras do sistema respiratório e circulatório. Corrida, ciclismo, natação, caminhada, são exemplos desse tipo de exercício.

Já as atividades anaeróbicas são aquelas que exigem recrutamento de diferentes grupos musculares para sua realização. Um exemplo prático é a musculação.

Mas por que então unir esses dois tipos de atividade?

Ter os pulmões e coração fortes facilita a oferta de oxigênio e nutrientes para todo o organismo, assim como ter músculos poderosos torna mais fácil o enfretamento de rotinas diárias, como o simples ato de subir escadas, caminhar e ter autonomia.

Atividades como treino funcional, crossfit, artes marciais se enquadram nessa categoria. Todo esporte que inclua o bom e velho HIIT é uma boa pedida.

E a falta de tempo não é desculpa. É possível conseguir resultados espantosos com exercícios em casa. Basta querer.

 

ATIVIDADES FÍSICAS E O BEM-ESTAR PSICOLÓGICO

Além dos benefícios físicos, a prática de exercícios também fomenta o bem-estar psicológico.

Atividades físicas potencializam a oxigenação cerebral, facilitam a produção e liberação de neurotransmissores como endorfina, serotonina e até mesmo dopamina – que são responsáveis pela sensação de prazer e bem-estar e potencializam sinapses cerebrais. O resultado disso é um profundo bem-estar.

 

4 – Cuidado com a Mente

Viver muitos anos: longevidade e paz de espírito

Por fim, não adianta cuidar somente do corpo. Ter um cuidado especial com a mente é imprescindível para que se atinja a longevidade de modo saudável.

Estresses diários, correrias, poluição, falta de hobbies e atividades de lazer, afetam diretamente a saúde mental de muitas pessoas.

Felizmente hoje é grande o número de indivíduos se deram conta disso e buscaram alternativas para cuidar da mente.

As melhores formas para se aumentar a saúde mental são:

• Meditação;

• Pilates;

• Ioga;

• Terapias.

 

MEDITAÇÃO

Embora existam diferentes formas de meditar, essa é uma prática que vem ganhando cada vez mais adeptos no Brasil e no mundo.

Um estudo feito por uma universidade de São Paulo, recrutou 140 pessoas para analisar os efeitos da prática da meditação no organismo. 10

As sessões de meditação ocorriam duas vezes por semana e foram acompanhadas durante um período de seis meses.

Os praticantes relataram as seguintes melhorias:

  • 70% melhoram suas posturas;
  • 65% relataram melhora na respiração;
  • 62% afirmaram que se sentiam mais dispostos para realização de tarefas diárias;
  • 55% disseram que dores localizadas das mais diversas fontes diminuíram;
  • 40% afirmaram que notaram alterações benéficas em seus hábitos intestinais.

 

PILATES

O pilates é, na verdade, uma mistura de atividade física com práticas mentais.

Muito conhecido e cada vez mais praticado, essa atividade física promove em pouco tempo a diminuição de dores e o ganho de força muscular, óssea e articular.

O pilates também favorece o autocontrole, equilíbrio e confiança, sendo uma atividade benéfica à mente.

Todos os movimentos do pilates envolvem movimentação e respiração. Isso traz ganhos de atenção, coordenação motora e oxigenação cerebral.

A técnica também é grande aliada de pessoas que sofrem com transtornos de ansiedade e depressão – patologias que afetam a saúde mental de grande parte da população.

 

Victor Sorrentino - Segredos para uma vida longa

 

IOGA

Muitos afirmam que o Ioga é semelhante a um medicamento. Praticantes da técnica afirmam que a atividade promove um tipo de cura para corpo e mente com o passar do tempo.

A técnica é semelhante a sessões de terapia, pois ocorre de maneira processual, e conforme sua prática evolui, novos aprendizados e sensações vêm à tona. Novas posturas, maneiras de respirar e formas de encarar o mundo, por exemplo.

Um praticante de ioga adquire inclusive novas visões do mundo e torna-se capaz de se concentrar em diferentes locais e situações.

Com isso adquire mais autocontrole e foco, garantindo o pleno funcionamento e saúde da mente.

 

TERAPIAS

Muitas pessoas são negativamente afetadas pelas situações do dia a dia.

O hábito de guardar tudo para si é prejudicial e pode acabar se manifestando em problemas físicos, como alterações gastrintestinais e dores inexplicáveis do ponto de vista médico.

Sessões de terapias têm ajudado muitas pessoas a encontrar equilíbrio em suas vidas pessoais e profissionais.

Quando problemas e aflições são expostos, seja para um psicólogo, psiquiatra ou neurologista, estes se tornam mais lúcidos e mais fáceis de serem contornados.

Quadros patológicos, então, se desmontam, trazendo maior saúde mental e consequentemente mais saúde de modo geral.

De pouco adianta atingir a longevidade se não houver saúde plena para o desfrute da situação.

Ao fortalecer os pilares indicados neste artigo, uma vida longa e saudável nos mais diferentes aspectos se torna uma realidade alcançável para toda e qualquer pessoa.

Se você busca mais qualidade de vida, acesse esse link e tenha acesso a um guia completo para uma vida mais saudável!

 

AUTOR: MURILO CAMANO – Nutricionista e biomédico pós-graduado em nutrição esportiva. CRBM 17665 | CRN3 51723 – Saiba mais sobre o autor

 

Referência:

http://www.scielo.br/pdf/ramb/v59n2/v59n2a17.pdf

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/1548337

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5371748/

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4942870/

http://books.scielo.org/id/sqj2s/pdf/villela-9788523208998-02.pdf

http://www.scielo.br/pdf/anp/v72n2/pt_1678-4227-anp-72-02-00152.pdf

http://revistacientifica.facmais.com.br/wp-content/uploads/2017/04/5-EFEITOS-DA-UTILIZAÇÃO-DO-ÔMEGA-3-NO-PROCESSO-DE-ENVELHECIMENTO-UMA-REVISÃO.pdf

http://www.scielo.br/pdf/abcd/v27n3/pt_0102-6720-abcd-27-03-00206.pdf

http://www.scielo.br/pdf/rbefe/v25nspe/05.pdf

https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&ved=0ahUKEwiBsKKr8qDbAhWHhpAKHb6kBFYQFggoMAA&url=https%3A%2F%2Fwww.revistas.ufg.br%2Fteri%2Farticle%2Fdownload%2F14396%2F15312&usg=AOvVaw1TYRjjFVCkujAD7rUAvm03

Gostou do artigo? Tem dúvidas? Deixe seu comentário! ;)

/* */