Você sabia que há cerca de 40 trilhões de bactérias dentro do seu corpo, a maioria no intestino? Essas bactérias constituem a flora intestinal (ou microbiota) e são fundamentais para a saúde.

 

Entre as funções da flora intestinal, estão…

AJUDAR NA DIGESTÃO:

As bactérias da microbiota ajudam na digestão de certos nutrientes. Alguns alimentos não são totalmente digeridos no intestino delgado e precisam passar pelas bactérias boas do intestino grosso para que seus nutrientes sejam bem aproveitados pelo corpo.

AJUDAR NA PRODUÇÃO DE VITAMINAS B e K:

A síntese e a absorção das vitaminas K, B1, B2 e B12 só ocorre com a ajuda das bactérias da microbiota intestinal. Se a sua flora intestinal estiver fragilizada, você certamente sofrerá de deficiência dessas vitaminas e acabará com vários problemas de saúde.

COMPOR O SISTEMA IMUNOLÓGICO:

A flora intestinal representa cerca de 70 a 80% do nosso sistema imunológico. Ou seja, a microbiota intestinal é o principal sistema de defesa do seu corpo. Se você não tem uma flora intestinal saudável, você vai ficar vulnerável a todo tipo de infecções e doenças oportunistas.

E MUITO MAIS:

Além disso, hoje a ciência sabe que a flora intestinal não está só conectada com a digestão, a absorção de nutrientes e o sistema imunológico. Atualmente, as pesquisas têm descoberto que a microbiota influencia ainda o sistema nervoso e as funções cerebrais e até mesmo suas emoções e comportamento social.

Por isso, se você se importa com sua saúde, bem-estar e boa forma (e se você está aqui no Emagrecendo.info, nós sabemos que se importa!), você precisa cuidar bem da sua microbiota.

Trate com carinho sua flora intestinal e ela vai te levar longe!

Para entender melhor ter uma microbiota saudável (e ainda emagrecer no processo), assista ao vídeo do Rodrigo Polesso, expert brasileiro no assunto ↓

 

 

➤ Clique Aqui para Ver como Fortalecer sua Flora Intestinal com o Método do Rodrigo

 

A Microbiota Saudável

O que é uma microbiota saudável?

A flora intestinal saudável possui grande variedade de bactérias (é normal uma pessoa ter mais de 1000 espécies delas vivendo no intestino), dividida mais ou menos da seguinte maneira:

  • 20% de bactérias benéficas
  • 30% de bactérias ruins (que podem causar doenças)
  • 50% de bactérias neutras (que jogam no time que estão ganhando)

Pode parecer pouco uma flora saudável ter apenas 20% de bactérias benéficas, mas isso é o suficiente para trazer para o lado “bom” da força os 50% de bactérias neutras, que vão acabar colaborando com o ecossistema saudável.

E é normal ter algo em torno de 30% de bactérias ruins no intestino, isso não tem como ser evitado. O que pode ser evitado é que essa população se prolifere e saia do controle. E você mantém as bactérias ruins sob controle com uma microbiota forte.

O mais interessante de tudo isso é que os tipos de alimento que você consome influenciam muito os tipos de bactéria que vivem no seu intestino.

É aí que está o caminho para você ter uma microbiota forte e saudável.

Se você gostaria de melhorar drasticamente a saúde do seu intestino e emagrecer com táticas especiais de alimentação, recomendamos fortemente que Clique Aqui e Conheça Este Método

 

Fortaleça e Recupere Sua Flora Intestinal Com… 3 Passos Simples

 

Passo #1 – Consuma Mais…

Consumir grande variedade de alimentos é bom para a flora intestinal

VARIEDADE DE ALIMENTOS

De modo geral, quanto maior a variedade de alimentos que você consumir, maior será a diversidade da sua flora intestinal. E isso é considerado saudável porque quanto maior a variedade de bactérias na microbiota, maior é a quantidade de benefícios que essas bactérias podem trazer para sua saúde.

Infelizmente, a dieta moderna não é muito diversificada. Na verdade, um estudo estimou que cerca de 75% da comida produzida no mundo vem de apenas 5 espécies animais e 12 espécies de plantas (confira o estudo aqui).

 

VEGETAIS, FRUTAS E LEGUMES

Vegetais, frutas e legumes são ótimos para tornar sua flora intestinal mais saudável.

Eles são ricos em fibras (tanto solúveis quanto insolúveis), que não são digeridos pelo corpo, mas alimentam e estimulam o crescimento de boas bactérias no intestino.

Um exemplo de bactérias que se beneficiam das fibras são as bifidobacteria,  que ajudam a evitar inflamação intestinal e melhoram a saúde de modo geral (leia mais aqui).

A lição aqui é clara: o consumo de fibras é bom para a saúde da microbiota. Não basta ter bactérias boas, você precisa alimentá-las constantemente se quiser uma flora intestinal saudável.

 

CALDO DE OSSOS (BRODO)

O caldo de ossos é um superalimento que ajuda a sua microbiota de forma indireta. Ele não é fonte de lactobacilos, mas é excelente fonte de gelatina (colágeno) e glutamina. Ambos são nutrientes que comprovadamente restauram o tecido intestinal e reduzem sua permeabilidade. Isso é importante porque permite que as bactérias benéficas proliferem e aumente sua absorção de nutrientes.

Clique aqui para conferir nosso artigo de caldo de ossos, ou brodo, e veja uma receita simples e prática.

 

COMIDA FERMENTADA / PROBIÓTICOS

Alimentos fermentados são alimentos alterados por bactérias. Estamos falando de alimentos como:

  • iogurte
  • chucrute
  • natto
  • picles
  • kombucha
  • missô
  • kimuchi
  • kefir

Muitos desses alimentos são ricos em bifidobactérias e lactobacilos, outro tipo de bactéria bastante benéfico.

Por exemplo, quem consome bastante probióticos e fermentados costuma ter mais lactobacilos na flora intestinal e menos bactérias ruins como a E. coli, associada com inflamações e diversas doenças crônicas.

Além disso, é comprovado que o consumo de fermentados melhora a composição e função da microbiota, aumentando a quantidade de bactérias boas e reduzindo as ruins. (Veja alguns estudos aqui, aquiaqui e aqui.)

 

 

É importante falar sobre o iogurte, provavelmente o probiótico mais comum e conhecido da maioria das pessoas. É importante evitar as versões cheias de açúcar e processadas. Muitas delas são pasteurizadas e não têm lactobacilos vivos. Ou seja, não servem.

Procure ficar com o “iogurte natural”, aquele simples, sem açúcar. Se precisar adoçar um pouco, coloque uma colherzinha de geleia de frutas nele.

Outro ponto importante de ser destacado: dê sempre preferência aos alimentos do que aos suplementos. Hoje em dia há uma variedade cada vez maior de suplementos probióticos (cápsulas com alguns bilhões de bactérias benéficas).

Os suplementos podem ser úteis para quem está com a microbiota deficiente, mas eles são uma solução de curto prazo. Se você quiser mesmo uma flora intestinal saudável, só mesmo por meio da alimentação, ok?

Melhore sua alimentação e emagreça com saúde com este sistema natural e diferente de tudo o que você já conhece: o Código Emagrecer de Vez (clique aqui para saber mais)

 

Passo #2 – Consuma Menos…

Alimentos ruins para a flora intestinal

Tão importante quanto consumir uma quantidade maior de vegetais, frutas e alimentos fermentados é reduzir a quantidade de substâncias prejudiciais à microbiota.

 

ÁLCOOL

Normalmente ninguém acha que o consumo de álcool é algo saudável, então não vai ser uma grande surpresa saber que o álcool prejudica sua flora intestinal.

Pior ainda: o álcool não só altera o equilíbrio da microbiota como também pode causar a síndrome do intestino permeável (confira o estudo aqui), o que pode fazer bactérias escaparem do intestino e chegarem à partes do corpo onde elas jamais deveriam estar.

O consumo de álcool gera um efeito cascata de estragos: prejudica a microbiota, o que leva à síndrome do intestino permeável, que por sua vez faz bactérias escaparem do intestino para dentro do seu corpo, o que leva a inflamações no fígado e no corpo todo.

Entendeu porque o álcool é prejudicial?

 

AÇÚCAR, FARINHA REFINADA E ALIMENTOS INDUSTRIALIZADOS

Se você acompanha o Emagrecendo.info sabe que nós recomendamos fortemente a redução do consumo de açúcar e farinha refinados, e alimentos processados de modo geral.

Normalmente, só de cortar açúcar e farinha da dieta, as pessoas já conseguem ótimos resultados de emagrecimento e bem-estar. Pois bem, aqui está mais um motivo para você abrir mão do açúcar e da comida industrializada.

Agora você tem mais um motivo para cortar tudo isso: sua microbiota intestinal.

Um estudo descobriu que dieta rica em açúcar causa alterações na microbiota. O resultado dessa alteração foi a redução da habilidade dos camundongos se ajustarem a alterações em sua situação, uma capacidade conhecida como “flexibilidade cognitiva.

Além disso, as mudanças na flora intestinal também afetaram negativamente a memória de curto e longo prazo dos roedores. Ou seja, eles ficaram mais burros.

Outras pesquisas associam o consumo de alimentos processados a uma microbiota menos diversa e com maior porcentagem de bactérias prejudiciais. Além de haver uma ligação com obesidade.

Aprenda a eliminar açúcar, farinha refinada e alimentos processados com este método natural e revolucionário de emagrecimento: o Código Emagrecer de Vez (clique aqui para conhecer).

 

ADOÇANTES ARTIFICIAIS

Por mais práticos que os adoçantes possam parecer, eles prejudicam sua flora intestinal e devem ser evitados.

Estudos feitos com humanos e roedores apontam que os adoçantes artificiais (aspartame e sacarina) estão associados a um maior número de bactérias ruins no intestino, além de prejudicar a glicemia do sangue e a sensibilidade à insulina (estudos aqui e aqui) e até levar à obesidade.

Se você precisa mesmo usar adoçantes, tente um não artificial como a estévia.

 

ANTIBIÓTICOS

Vamos deixar claro uma coisa antes: antibióticos salvam vidas e, cedo ou tarde, todo mundo se vê obrigado a fazer uso deles.

No entanto, o uso recorrente de antibióticos acaba com a diversidade da flora intestinal e, no médio e no longo prazo, acaba causando muitos estragos na saúde de quem o usa com frequência.

Para manter a sua microbiota saudável, evite ao máximo usar antibióticos. O recado aqui é: use antibióticos somente quando eles forem necessários e receitados por seu médico.

Jamais tome um antibiótico por conta própria, “só para garantir”.

 

Passo #3 – Complemente

Sabia que dormir faz bem para sua flora intestinal?

DURMA MELHOR

Pois é. A qualidade do sono está ligada à qualidade da sua flora intestinal, sabia?

Veja só que interessante: As citocinas (sinalizadores de inflação no corpo) possuem um ritmo circadiano que é determinado por nossa microbiota intestinal!

Quando o nível de cortisol (hormônio do estresse) sobe de manhãzinha, as bactérias do intestino inibem a produção de citocinas, e isso causa a transição entre o sono profundo e o sono leve, preparando você para acordar. É por isso que uma flora intestinal desequilibrada afeta negativamente o sono.

E o contrário também é válido. Se você dorme mal ou pouco, sem rotina, irá enfraquecer sua microbiota. Como um estudo de maio de 2014 descobriu: “a desorganização circadiana pode impactar a microbiota intestinal e isso pode levar a consequências como doenças inflamatórias”.

Assim, recomendamos fortemente que você tente dormir 7 ou 8 horas por dia. Seus amiguinhos do intestino vão agradecer!

 

REDUZA O ESTRESSE

Quem quer uma microbiota saudável precisa aprender a relaxar. Isso é fato.

Quando você fica estressado, seu corpo libera diversos hormônios, com o objetivo de ajudá-lo a passar por esse momento ruim. Seu corpo fica com níveis mais altos de adrenalina e o sistema imunológico libera as tais citocinas inflamatórias.

Isso acontece independentemente do tipo de estresse (seja porque você acabou de sofrer um assalto ou por uma preocupação com os prazos do trabalho).

 

 

O problema é que o estresse deve ser passageiro. Se você está estressado o tempo todo, sofre do que chamamos de estresse crônico.

Se você vive estressado o tempo todo, seu sistema imunológico nunca para de enviar os sinais inflamatórios para todo o seu corpo… e isso inclui o intestino. Assim, o estresse crônico acaba enfraquecendo a flora intestinal. E uma flora enfraquecida, por sua vez, pode levar a todo tipo de doenças.

Por isso, se você tem o objetivo de manter sua microbiota equilibrada e forte, você precisa aprender a relaxar.

 

PRATIQUE EXERCÍCIOS FÍSICOS

Sim, praticar exercícios físicos é importante. Pode ser difícil de acreditar, mas as bactérias do nosso intestino ficam mais felizes quando praticamos atividade física constante.

Um estudo feito com jogadores de rúgbi da Irlanda descobriu que os atletas possuem uma microbiota muito mais diversificada que o dos grupos de controle, compostos por pessoas sedentárias ou que realizavam pouca atividade física.

Além disso, outros estudos descobriram que exercícios fisicos promovem alterações na microbiota de uma forma diferente do que a dieta e alimentação. Isso porque atividade física promove mudanças fisiológicas ao alterar o metabolismo e função imunológica, o que por sua vez acabam afetando a flora intestinal.

Não gosta de praticar exercícios físicos? Sem problema! Emagreça e melhore o funcionamento da sua flora intestinal com este método natural e sem exercícios Clique Aqui para Saber Mais

 

Conclusão

melhorar-a-microbiota

Cada vez mais as pesquisas estão associando a microbiota intestinal com tudo que nos interessa: emagrecimento, bem-estar, felicidade e longevidade.

Ter uma flora intestinal saudável é extremamente importante para sua saúde. E a melhor maneira de manter sua flora saudável é comer uma grande variedade de comida de verdade, com muitas plantas e verduras, e incluir alguns fermentados. E evitar comida processada e industrializada.

Não sei se você reparou, mas essas recomendações que passamos aqui são basicamente as mesmas recomendações da dieta paleo, ou dieta paleolítica. Essa é a dieta que melhor promove uma microbiota saudável, na nossa opinião.

 

NOSSA RECOMENDAÇÃO: Fortaleça Sua Flora Intestinal e Emagreça no Processo (Naturalmente!)

Código Emagrecer de Vez: Um programa que vai aumentar sua longevidade!

E se você quer uma recomendação, confira o Código Emagrecer de Vez. Esse sistema combina o que há de melhor na dieta paleo com a low carb e o jejum intermitente, além de ser o único programa de emagrecimento que leva em consideração a microbiota intestinal.

Sim, o Código inclui na programação alimentos que vão fortalecer sua flora. Assim, além de emagrecer sem sofrimento (por meio do controle da insulina, entre outros fatores), você vai ficar com uma flora intestinal forte e saudável.

➤ Confira nossa avaliação do Código Emagrecer de Vez (clique aqui) e depois visite a página do revendedor oficial do programa.


Compartilhe com seus amigos!

Gostou do artigo? Ficou com dúvidas? Deixe seu comentário! ;)

/* */