Pela restrição no consumo de carboidratos, há uma queima da gordura do corpo, resultando em rápida perda de peso, mas que pode levar a consequências para a saúde.

Assim como diversas outras dietas, a Dieta Low Carb (Dieta da Restrição de Carboidratos) defende a redução drástica no consumo de carboidratos, uma vez que esses alimentos são ricos em açúcares de rápida absorção pelo corpo.

Segundo os que defendem a dieta, após alguns dias de armazenamento de gordura, o corpo carente de carboidratos passa a fazer o inverso, queimando as gorduras armazenadas no corpo para obter energia para as atividades cotidianas.

Porém, como fazer para emagrecer de vez com essa dieta? É preciso ressaltar que, sem a glicose obtida dos carboidratos, o corpo primeiro busca a glicose do fígado e dos músculos e só depois a gordura do corpo – o que resulta em uma grande perda de massa muscular.

Pontos positivos

O principal ponto positivo da dieta é a perda acelerada de peso, que pode corresponder tanto a gordura quanto a massa muscular.

Pontos negativos

A maioria das desvantagens dessa dieta estão associadas à falta de glicose, relacionada à redução drástica no consumo de carboidratos. Para citar apenas alguns, pode haver tonturas, desmaios e diminuição da concentração, bem como aumento nos níveis de ácido úrico e a perda de potássio, desidratação, perda de massa muscular, fadiga excessive e sobrecarga dos rins e do fígado.

Além dos danos à saúde, após a finalização da dieta pode ocorrer o “efeito sanfona”. Ou seja, quando encerra-se a restrição e retoma o consumo de carboidratos, rapidamente todo peso perdido é recuperado.

Como seguir a Dieta Low Carb

Na Dieta Low Carb, as proteínas – em alimentos de origem animal, como carnes, frutos do mar, queijos amarelos, ovos e soja – são parte central da alimentação.

Para a perda de peso, porém, é essencial selecionar os alimentos com menores quantidades de gorduras, como as carnes magras (dando preferência ao peixe) e vegetais (soja e feijão).

Assim, há sugestões de alimentos para cada refeição diária:

  • café da manhã: leite e derivados, de preferência desnatados (com menos gordura), bem como peito de peru;
  • almoço e jantar: hortaliças, queijos, algum grão (como feijão, lentilha ou soja) e carnes em geral;
  • lanches: devem ser consumidos os lacticínios, ovos e embutidos (novamente, dando preferência àqueles com menos gordura).
  • Quem submete-se à Dieta Low Carb pode fazer quantas refeições julgar necessárias, sem uma restrição estrita nas quantidades. Os defensores da dieta garantem que, apesar disso, é possível perder gordura e adquirir massa muscular.

Resultados

A perda de peso varia, dependendo de diversos fatores, incluindo idade, peso, altura, metabolismo e prática de exercícios físicos de cada um.

Leia Mais

Se quer saber mais, recomendamos que você leia o livro O Grande Livro de Receitas – Baixo Carboidrato, que traz dezenas de receitas para você cortar o carboidrato de sua dieta sem cortar o sabor.

>> Confira o livro de receitas de Baixo Carboidrato

 

 

Compartilhe com seus amigos!

Gostou do artigo? Ficou com dúvidas? Deixe seu comentário! ;)